MUSEU LITERÁRIO


Museu Literário

                 Há de se ter o maior cuidado com essa delicada caixa de cristal. Precisa-se distinguir velho de antigo. Um livro pode ser antigo e seu conteúdo ser eterno. E, se seu invólucro estiver carcomido, restaura-se.
                Tem gente que imagina que museu serve para guardar “coisas velhas”. Do grego “mouseion”, significa templo das musas. E o que se sabe,da mitologia grega,musas eram deusas que presidiam as artes liberais. Artes,essas, voltadas para a beleza, inteligência,música,etc.
                Então, um museu tem a função de resguardar, proteger e promover os bens ali depositados. Com o Museu Literário o objetivo não é diferente. Essa foi a ideia quando foi inaugurado em cinco de fevereiro de 1977 e eternizado nas belas palavras da Sra. Elita Ilsa Leipnitz Griebeler, Diretora da Biblioteca Pública M. Hélio A. de Oliveira,citado pelo Jornal O Progresso nessa mesma data: “...sua meta primacial é servir: reunindo, expondo e sobretudo, conservando, para a posteridade, documentos que se prendem à evolução, grandeza e valor de nossa terra.” Então, temos aí, o Museu Literário Elita I. L. Griebeler que preserva pérolas cultivadas em Montenegro. São livros, jornais, revistas e almanaques aqui produzidos, reforçando a máxima “nossa história, nossa memória”.



Maria Adelita Vargas

Responsável pela Setor

Consulta Local



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Total de visualizações de página