Feira do Livro 2017: Preparativos para a Feira do Livro

Preparativos para a Feira do Livro
Espaço dos Pitchucos e Carreta do SESI


Fonte/Vídeo: Fanpage

Feira do Livro 2017: Tributo a Mercedes Sosa com Tatiéli Bueno

Tributo a Mercedes Sosa com Tatiéli Bueno, dia 23 às 20h30min
 abertura da 15ª Feira do Livro de Montenegro!
E a própria Tati Bueno faz o convite pra você:


Fonte/Vídeo: Fanpage

Feira do Livro 2017: Contação de histórias

Venha para a Feira do Livro de Montenegro na Estação da Cultura de 23 a 25 de novembro...Muitas atrações culturais.....Venha ouvir as fadas...


Fonte/Foto: Fanpage

Feira do Livro 2017: Aniversário da Biblioteca e Premiação do Poesia em Movimento

Dia 25 de Novembro às 9 horas na Feira do Livro 
Comemoração do Aniversário da Biblioteca Pública
Premiação do Poesia em Movimento


Fonte/Foto: Fanpage

Dica de Leitura: Passageiro do fim do dia


Este romance de escritura primorosa narra um percurso. É o que se opera na consciência de Pedro durante uma viagem de ônibus para o bairro do Tirol, na periferia pobre da cidade onde mora — uma espécie de panela de pressão de violência e injustiça sistemática. É lá que mora Rosane, namorada de Pedro: faz algum tempo que ele passa os fins de semana com ela.

De radinho no ouvido, lendo a intervalos, observando o que se passa dentro do ônibus e fora nas ruas, Pedro, sem se dar conta, costura as ideias. Ao fim da viagem ele não será mais o mesmo: o que vê e pensa durante o trajeto, os fatos de sua vida, seus afetos, o mundo em que está imerso, tudo reunido terá formado um novo conhecimento, mais profundo e mais crítico, mas que nem por isso o deixará desprotegido numa sociedade em que parece não haver como fugir de um destino opressivo.

O passageiro do fim do dia não deixa dúvida sobre a importância de Rubens Figueiredo no cenário literário contemporâneo no Brasil.

Fonte Saraiva

Dica de Leitura: Pesquisa e Planejamento de Marketing e Propaganda


Pesquisa e planejamento de marketing e propaganda.

Fonte: Submarino

Dica de Leitura: Filhos brilhantes, alunos fascinantes


Bons filhos se preparam para o sucesso, filhos brilhantes se preparam para enfrentar derrotas e frustrações. Bons alunos se preparam para receber um diploma, alunos fascinantes se preparam para a vida. Bons alunos são repetidores de informações; alunos fascinantes são pensadores, íntimos da arte da dúvida e da crítica.
'Em Filhos Brilhantes, Alunos Fascinantes', Augusto Cury fala com os próprios jovens sobre suas mentes, seus conflitos e desafios. Em cada capítulo há histórias de jovens e adultos feridos pela vida, rejeitados socialmente, desacreditados, portadores de conflitos, mas que conseguiram encontrar força na fragilidade e dignidade na dor. 
Muitos jovens não têm proteção emocional. Alguns são derrotados por uma área do corpo que rejeitam, outros pelas roupas que não caem bem e ainda por ciúmes, medo da perda, timidez, provas escolares, decepções. Neste livro, Augusto Cury faz com que percebamos que os filhos brilhantes e os alunos fascinantes não são aqueles que são sempre bem comportados, os que não falham, não choram ou não tropeçam. Mas, aqueles que aprendem a desenvolver a consciência crítica, decidir seus caminhos, trabalhar seus erros, construir tolerância, são os que constroem projetos de vida e lutam pela concretização deles. E, acima de tudo, são os que dão uma nova chance para si mesmo e para os outros quando fracassam.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Lições da Barbearia



Escritor habituado a misturar crônica e romance em suas linhas, Lúcio Humberto Saretta está de volta com um novo petardo. “Lições da Barbearia” é a terceira incursão do autor gaúcho pelo mundo misterioso do esporte e seus ídolos do passado. Nessa coletânea de textos curtos, Saretta revela-se outra vez um notável contador de histórias. Criando tramas que favorecem a meditação e instigam o pensamento, o narrador alcança o leitor pela alma, mostrando ser mais do que um simples arqueólogo de grandes jogos e atletas.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Grampo Federal


Um espião estrangeiro atuando no Brasil decide expor nossa tragicômica realidade ... Edward Snowden, o ex-técnico da CIA, causou furor mundial ao vazar informações sigilosas sobre as espionagens feitas pelo serviço secreto americano. O que ninguém sabia, até agora, é que ele foi apenas uma marionete em um plano maior para encobrir as verdadeiras ações realizadas pela Agência de Segurança Nacional (NSA). Grampo Federal conta os bastidores dessa operação e revela que o Brasil é o principal alvo das investigações feitas pelos agentes americanos. Os documentos secretos de um antigo espião, infiltrado em terras brasileiras, destrincham as escutas feitas pela NSA no Governo Federal, especialmente durante os mandatos dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilm Rousseff. As transcrições dos grampos revelam diálogos exclusivos sobre casos como o Mensalão, a compra da refinaria de Pasadena, as manifestações de junho de 2013 e a Copa do Mundo. O resultado das investigações é um retrato sobre o jeitinho brasileiro de fazer política na visão de um espião estrangeiro. Um case único que poderia ser real, mas foi transformado em sátira nessa ficção. Porque há situações em que a melhor solução é rir de si mesmo.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Divórcio


Em agosto de 2011, casado há 4 meses, o narrador de Divórcio encontra acidentalmente o diário da esposa em que, entre outras coisas, ela escreve: “O Ricardo é patético, qualquer criança teria vergonha de ter um pai desse. Casei com um homem que não viveu.”. “Depois de quatro dias sem dormir, achei que tivesse morrido”, o narrador, Ricardo Lísias, desabafa. A partir de então, descreve o que chama de “seu desmoronamento” e a tentativa de compreender o que o levou ao ponto crítico. A literatura, e treinos de corrida cada vez mais intensos, servem para que alguma lucidez retorne a sua vida. Mas nem sempre é possível explicar friamente o que ocorreu, dar ordem aos sentimentos conflitantes, à dor e à obsessão, ao desejo de esquecer. É isso o que torna Divórcio um romance sem paralelos. Num fluxo emocionante, numa reconstrução ficcional da memória, o autor ultrapassa os limites da autoficção e alcança um novo terreno, em que a literatura — a literatura combativa, desafiadora — tem a última palavra.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Carmen e outras histórias


Prosper Mérimée foi um mestre das histórias curtas, produzindo obras-primas como a novela Carmen – a cigana traiçoeira, femme fatale por excelência, que inspirou a ópera homônima, talvez a mais popular de todos os tempos – e o conto A Vênus de Ille, um marco da literatura fantástica. Interessado em culturas variadas, Mérimée captava com perfeição os elementos exóticos e a cor local de diferentes povos, os quais condensavam em narrativas saborosas, de estilo enxuto e discreto, que unem habilmente imaginação, realidade e conhecimento científico.
Essa edição comentada reúne todas as novelas e contos de Mérimée, traduzidos por Mario Quintana, um dos maiores poetas brasileiros, acrescidos de centenas de notas, cronologia e uma apresentação que sintetiza para o leitor, com lucidez e precisão, tanto a biografia do autor quanto as características gerais de sua obra.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Colégio de Princesas - Princesa em campo


As meninas não sabiam exatamente o que iria acontecer, mas tinham certeza de que (...) nada seria como antes para Nell. O Colégio de Princesas está em polvorosa! Afinal, falta pouco tempo para o Baile de Inverno! Porém, uma das integrantes do Quarteto Fabuloso, a atlética Nell, não anda nada empolgada com a festa: ela preferia trocá-la pela chance de assistir a um evento esportivo incrível. Só que, para fugir do baile, Nell terá que convencer sua avó e a terrível diretora do colégio de que jogos são uma atividade tão importante quanto as aulas de dança e boas maneiras, ou seja, uma tarefa mais difícil do que derrubar todas as adversárias no campo! A sorte de Nell é que ela pode contar com suas melhores amigas - Vicky, Sunny e Lin - e com outros aliados para conseguir essa proeza. Será que o Colégio de Princesas vai ser tomado pela febre do esporte? Confira esta história cheia de agitos, diversão e muitas emoções!

Fonte: Saraiva

Feira do Livro 2017: de 23 a 25 de novembro

FEIRA DO LIVRO DE MONTENEGRO
de 23 a  25 de novembro
Na Estação da Cultura
Muitas atividades:


e mais: 
CARRETA DO SESI
CARRETA DA SUSTENTABILIDADE
DEZ LIVREIROS
MÚSICA 
DANÇA
ESPETÁCULOS
TROCA DE LIVROS
CINEMA
SARAU
LIVROS
CULTURA
CAFÉ
TEATRO
BATE PAPO COM ESCRITORES.

Aguardamos a presença de todos! 
Evento da Prefeitura Municipal de Montenegro em parceria com o SESC.

Dica de Leitura: O ouro de Quipapá


Recife, 1987. No escaldante e abafado outono nordestino, Alberico Cruz, um homem comum, corretor de imóveis, é testemunha de um crime. De principal suspeito, torna-se o culpado ideal. Acusado de assassinato, nosso anti-herói se vê brutalmente lançado no inferno da prisão. Sua luta pela sobrevivência o introduz em um mundo de violência do qual nada conhece: o mundo dos senhores da cana-de-açúcar, às portas do sertão pernambucano.
Uma crítica social implacável, na qual a verdade tem pouco espaço, e a honestidade, valor meramente opcional, não resiste ao poder dos grandes. Um romance que joga uma luz crua sobre um país cheio de contradições, onde a violência social predomina e forças antagônicas se enfrentam brutalmente.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Memórias da pedra



Um laudo de radiografia descoberto ao acaso leva Eduardo, um professor de filosofia no Rio de Janeiro nos anos 1990, a achar que a morte de seu pai, num acidente de carro, pode ter sido premeditada. A natureza do problema apontado no exame aproxima Eduardo do médico Gilberto e de sua mulher, a psicóloga Marina, de imaginação “vertiginosa”. Eduardo também vai ao encontro de parentes para tentar desvendar os pequenos segredos e mentiras de uma família habituada a desistir de seus intentos. E é graças a uma mentira engenhosamente encenada num cruzamento da cidade que Eduardo conhece Romário, menino de rua de quem se aproxima, atraído pela inteligência em estado bruto. Identificação e afeto tortuosos que podem ter consequências inesperadas. Por meio de Eduardo, Romário vai conhecer as diferenças — e as semelhanças — entre a vida ao relento e nos apartamentos de classe média. Nas ruas, a dissimulação como forma de garantir a sobrevivência — conseguir uma esmola, escapar da morte. Nas salas de estar, a mentira como maneira de possibilitar o convívio — tolerar a hipocrisia do sogro, a traição de um amigo, a inadequação da cunhada. Como é possível conciliar dois mundos tão distintos? Em que ponto as diferenças levam à ruptura?

Fonte: Saraiva

Feira do Livro 2017: Aniversário da Biblioteca Pública

Grande Feira do livro de Montenegro do dia 23 a 25 de novembro na Estação da Cultura com muita música, espetáculos, sarau, contação de historia, poesia, troca de livros, aniversário da Biblioteca Pública e premiação do Poesia em Movimento com os queridos Oscar Bessi Filho e Flávio Patrício Vargas.



Dica de Leitura: No coração do comando


Este livro conta a história de um amor nos tempos do AR-15, do Comando Vermelho e do Terceiro Comando. Um romance que acontece nas ´prisões da miséria, de onde transbordam vida e morte sem cessar´, nas palavras de Marcos Alvito.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: O sonho da vírgula



Poemas.

Dica de Leitura: As janelas



O livro foi escrito originalmente em francês e publicado (1927) pouco tempo depois da morte de Rilke (1875-1926), apesar do autor tê-lo preparado para impressão. Os poemas em prosa franceses também não foram publicados durante a vida do autor, e estão reunidos na edição de suas obras completas.

Fonte: Livraria Cultura

Dica de Leitura: Hiperestesia



Um romance contemporâneo. Passa pela ficção, roça pelo terror e fica no suspense o tempo inteiro.

Fonte: Clik RBS

Dica de Leitura: A travessia do Rio Japeju


Numa manhã de primavera, em 1979, o sexagenário padre Ariel Enhorabuena desembarca em Paso de los Libres, cidade argentina na fronteira com o Brasil, para identificar um corpo encontrado às margens do Rio Uruguai. De acordo com o comissário de polícia, tudo indica se tratar do jesuíta argentino Carlos Arturo Buenaventura, que há alguns meses fora ao Sul do Brasil fazer investigações arqueológicas que tanto interessavam a Enhorabuena. Essas pesquisas buscavam encontrar vestígios do antigo conservatório musical de Japeju, fundado no século XVII por missionários jesuítas e completamente destruído pelos bandeirantes.
Ao reconhecer o corpo do jovem Buenaventura, Enahorabuena se vê compelido a ir ao Brasil, mais especificamente para Eldorado – tanto para recolher os pertences e documentos de pesquisa de seu colega quanto para informar o bispo da cidade sobre esse terrível acontecimento. O que Enhorabuena não sabe, porém, é que essa ida ao país vizinho lhe proporcionará estranhos encontros e revelações.
Depois de cruzar a fronteira dos dois países pelo Rio Uruguai (chamado de Rio Japeju por alguns argentinos da região) e chegar a Eldorado, ele se depara com muita gente esquisita que acredita nas mais absurdas lendas e superstições – e também com um curandeiro argentino que, segundo dizem, ganha uma fortuna ao tratar dos doentes.
Quando o jesuíta percebe que Eldorado não é uma cidade como as outras, já é tarde demais. E ele mal podia imaginar que seria tão difícil voltar à Argentina.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Paraíso reconquistado


“ Paraíso Reconquistado” narra o episódio das tentações de Cristo por Satã. Nele, as lutas sangrentas da épica tradicional são substituídas pelo duelo verbal entre os dois potentados. Esse diálogo concentra todos os poderes do saber, da lógica, da moral e da fé contra as trapaças e os venenos do Enganador. Numa tradução atenta à letra, aos ritmos e ao espírito do poema, a força da palavra se mostra profunda e emocionante. E é por causa da sua capacidade de eletrizar o leitor com suas luzes e sombras, com sua profusão de anjos e seres malévolos.

Fonte: Saraiva

Feira do Livro 2017: Lançamento da feira e sua programação

Lançamento da 15ª Feira do Livro de Montenegro e 10ª Feira do Livro do Vale do Caí


Fonte/Foto: Fanpage da Biblioteca

Programação


Dia 17 de outubro - Espetáculo Teatral “Hamlet, processo de revelação” com Coletivo Irmãos Guimarrães/DF
Teatro Therezinha Petry Cardona, 20h


PATRONO
FLÁVIO PATRÍCIO VARGAS

HOMENAGEADO
LYLIAN RUTH SHOELLKOPF

Demais atrações:

Espaço “HOMENAGEADO”: memorial (exposição de objetos pessoais) e espaço das sessões de autógrafos (saguão);
Biblioteca Pública Municipal Hélio Alves de Oliveira – Troca-troca de Livros, contação de histórias no Espaço dos Pichucos;
Ação Poética das Escolas: exposições de trabalhos e atividades literárias das escolas da região;
Mostras Literárias “Millôr”, “Mario Quintana” e “Paulo Leminski” – Estação da Cultura;
Bancas de Livreiros: 10 livreiros comercializando obras diversas, funcionamento das 08h às 21h;
Exposição “Xadalu: elementos urbanos” na Sala Enio Pinalli;
Animadora Ana Letra (mestre cerimônias parte infantil).

Todas as atividades serão gratuitas e com classificação etária livre.


Dia 23 de novembro

08:00h – Recepção com Ana Letra
08:30h – Bate-papo com o Patrono Flávio Patrício Vargas
09h – Histórias Ilustradas com a Escritora Monika Papesku
09h – Bate-papo com o Escritor e Rapper Chiquinho Divilas (Sala Braskem)
10h – Espetáculo Teatral “Um Conto Puxa o Outro” com Grupo Nó Cego

13:30h – Recepção com Ana Letra
14h – Bate-papo com o Escritor e Rapper Chiquinho Divilas (Sala Braskem)
14h – Histórias Ilustradas com a Escritora Monika Papesku
15h – Espetáculo Teatral “Um Conto Puxa o Outro” com Grupo Nó Cego

19:30h – Abertura oficial da Feira, com a presença do Patrono Flávio Patrício Vargas e familiares da homenageada Lylian Ruth Shoellkopf
20:30h – Espetáculo Musical “Tributo a Mercedes Sosa” com Tatiéle Bueno


Dia 24 de novembro

Todo dia: Caravana da Sustentabilidade Braskem

08:30h – Recepção com Ana Letra
09h – Bate-papo com o Patrono Flávio Patrício Vargas
10h – Espetáculo de Circo “Assobia e Chupa Cana” com Tuta Camargo e Rafael Moura
10h – Lançamento da exposição e palestra “Xadalu: elementos urbanos” com Dione Xadalu (Museu de Arte)
10h – Oficina de contação de histórias com grupo Mototóti

13:30h – Recepção com Ana Letra
13:30h – Encontro de Biblioteca Escolares com a Bibliotecária Alexandra Flores (Sala 06)
13:45h – Bate-papo com o Patrono Flávio Patrício Vargas
14h – Espetáculo de Circo “Assobia e Chupa Cana” com Tuta Camargo e Rafael Moura
15h – Espetáculo de Teatro “Vendedor de Palavras” com grupo Mototóti
16h – Oficina de Teatro com grupo Mototóti (Sala 06)

19:30h – Espetáculo de Circo “Assobia e Chupa Cana” com Tuta Camargo e Rafael Moura;
    – Oficina “Arte de Contar Histórias” com Tatiana Espírito Santo (Sala 06)

    – Lançamento do livro “Coisas da Nanna” de Adriana Tavares Pimentel, Sirlei Tavares Pimentel e Lucy Seravat;
     – Lançamento do livro “Cerzindo Sentimentos” de Adriana Tavares Pimentel;
     – Sessão de autógrafos do livro “Querência dos Poetas Livres” de Flávio Patrício Vargas;
    – Sessão de autógrafos do livro “Poesias de um Menino Sonhador” de Lucas Martins Bauer;
    – Sessão de autógrafos do livro “Zoo Ilógico” de Jeferson Giacomelli e Daniel Vêrsa.

20:30h – Cinema da Caravana da Sustentabilidade, filme “Saneamento Básico”



Dia 25 de novembro

Todo dia: Caravana da Sustentabilidade Braskem

09h – Aniversário da Biblioteca Pública Municipal Hélio Alves de Oliveira (68 anos) e Premiação do 10º Poesia em Movimento

14h – Encontro do grupo de leitura do Meu Negócio é Ler
17:30h – Espetáculo Musical (encerramento) com Quartchetô

19h – Corrida Noturna do Sesc Montenegro

Programação sujeita a alterações


Dica de Leitura: A minha versão da historia


A autora relata como reinventou sua vida após aciedente que a deixou tetrapégica, numa narrativa 
forte, corajosa, sem perder a leveza e o bom humor.

Dica de Leitura: A primeira história do mundo


O romance baseia-se em parte da documentação de um caso real: o primeiro registro formal de um assassinato no Rio de Janeiro, de 1567, crime passional, história de adultério, que enredou, entre acusados e testemunhas, espantosos 15% da população da cidade (que não passava de 400). Uma deliciosa trama policial, em que os mitos fundadores do Brasil, sobretudo os indígenas, associados à própria tradição do gênero literário policial, serão fundamentais para a solução do caso. “A Primeira História do Mundo” é o novo livro do mais original e criativo ficcionista brasileiro.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Cabo de Guerra


No final da década de 1960, um rapaz deixa o aconchego da casa materna na Bahia para tentar a sorte em São Paulo. Em meio à efervescência política da época, que não fazia parte de seus planos, ele flerta com a militância de esquerda, vai parar nos porões da ditadura e muda radicalmente de rumo, selando não apenas seu destino, mas o de muitos de seus ex-companheiros.
Quarenta anos depois, ainda é difícil o balanço: como decidir entre dois lados, dois polos, duas pontas do “Cabo de Guerra” que lhe ofertaram? E, entre as visões fantasmagóricas que o assaltam desde criança e a realidade que ele acredita enxergar, esse protagonista com vocação para coadjuvante se entrega durante três dias a um estranho acerto de contas com a própria existência. Assistido por uma irmã devota e rodeado por uma série de personagens emersos de páginas infelizes, ele chafurda numa ferida eternamente aberta na história do país.
Narradora talentosa, Ivone Benedetti tem pleno domínio da construção do romance. Num texto em que nenhum elemento aparece por acaso e no qual, a cada leitura, uma nova referência se revela, o leitor se vê completamente envolvido pela história de um protagonista desprovido de paixões, dono de uma biografia banal e indiferente à polarização política que tanto marcou a década de 1970 no Brasil. Essa figura anônima será, nessa ficção histórica, peça fundamental no desfecho de um trágico enredo.
Neste “Cabo de Guerra”, são inúmeras e incômodas as pontes lançadas entre passado e presente, entre realidade e invenção. Para mencionar apenas uma, a abordagem do ato de delação política não poderia ser mais instigante para a reflexão sobre o Brasil contemporâneo.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Como envelhecer a mulher mais bela do mundo


Dica de Leitura: O livro dos Baltimore


O novo livro do autor de A verdade sobre o caso Harry Quebert. Marcus Goldman teve uma juventude inesquecível em Baltimore, ao lado dos primos e dos tios, a parte bem-sucedida de sua família e que ele tanto admirava. Mas a felicidade aparente não condizia com a realidade e o dia do Drama marcou o destino fatídico e inesperado de todos aqueles que ele mais amava.
Oito anos depois, Marcus ainda tenta montar o quebra-cabeça do Drama, lidar com as consequências e entender o que aconteceu. Desencavando o passado, reacendendo paixões e desvendando mistérios, ele decide escrever o próximo romance sobre sua família, numa tentativa de se libertar de antigos ressentimentos e redimir aqueles que foram punidos pelos infortúnios da vida. Rivalidade, traição, sucesso, paixão e inveja: abordando temas presentes na vida de todos nós, Joël Dicker constrói brilhantemente o retrato de uma juventude, destacando a força do destino e a fragilidade de nossas maiores conquistas. 
• Neste livro, Joël Dicker revisita seu mais emblemático personagem, Marcus Goldman, protagonista de A verdade sobre o caso Harry Quebert, best-seller mundial.
• O autor, que foi um dos destaques no Brasil da Flip de 2014, venceu o Grande Prêmio de Romance da Academia Francesa e o Prêmio Goncourt des Lycéens, além do Prêmio dos Escritores de Genebra.
“Não sei qual é a magia, mas assim que começamos a ler, não conseguimos mais parar.” — Le Huffington Post (França)
“Com O livro dos Baltimore, Joël Dicker confirma seu talento com um romance cativante e inteligente.” — Tribune de Genève

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: O menino que pintava sonhos


O menino que pintava sonhos é uma história sobre ilusões e verdades. Ou verdades e mentiras, se nos apegarmos às duras lições da realidade. Duca escreve com raro talento para o público jovem. E estando na mesma frequência, ele comove e emociona com suas histórias que são simples por um lado, mas ao mesmo tempo têm um infinito emaranhado de significados. Veja o caso de Jules. Ele vive uma vida pouco comum, num cotidiano difícil, se defendendo das tragédias, dos dramas familiares e dos percalços do dia a dia. Mas Jules tem que sobreviver. E ele faz a sua opção, como você verá nesta história que vai prendê-lo da primeira à última página. E vai mostrar que, se há um lado sombrio na vida, sempre haverá uma porta aberta para a esperança.

Fonte: Saraiva

Feira do Livro 2017: Reunião no SESC

De 23 a 25 de novembro acontecerá a 15ª Feira do Livro de Montenegro e 10ª  Feira do Livro do Vale do Caí, na Estação da Cultura. A Feira do Livro é um evento realizado pela Prefeitura Municipal de Montenegro, tendo o SESC como parceiro. Esperamos a participação de toda comunidade.



Dia Nacional da Leitura: Abra seu livro

Dia 12 de Outubro foi o Dia Nacional da Leitura. Esta foto representa nossa Montenegro com muito orgulho.....Sem palavras....Esta imagem fala por si mesma...Biblioteca Pública Municipal Hélio Alves de Oliveira.



Dica de Leitura: O dia de Chu


Chu é um filhote de panda fofinho e muito... alérgico. O problema é que quando Chu espirra, e isso ocorre com alguma frequência, coisas ruins podem acontecer. Seus pais, coitados, sabem disso e têm que pensar duas vezes antes de levar Chu para passear por aí. Será que Chu vai espirrar hoje? Com perfeito domínio narrativo e muito bom humor, o cultuado autor britânico Neil Gaiman prende a atenção dos pequenos com a história de Chu. Com adoráveis ilustrações de Adam Rex, o livro recebeu elogios da imprensa e alcançou a cobiçada lista dos mais vendidos do The New York Times.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Garfield: em grande forma


Ele é preguiçoso, comilão, egoísta, odeia segundas-feiras e vai roubar a sua lasanha. Garfield – personagem criado pelo norte-americano Jim Davis em 1978, e que tem seus quadrinhos publicados diariamente em mais de 2,5 jornais do mundo inteiro – está de volta. Em 'Garfield - Em Grande Forma', ele está irônico, endiabrado e esfomeado como nunca.

Fonte: Saraiva

Contação de História com a professora Ana Rosa

Biblioteca Pública Municipal Hélio Alves de Oliveira presente na EMEF do Bairro São  Paulo. Contação de História com a professora Ana Rosa.


Dica de Leitura: Ribamar


Neste livro, o autor busca experimentar um caminho que mistura vários gêneros literários. Assim, procura transitar entre estilos diversos - sem deixar, contudo, que as fronteiras entre eles se tornem nítidas. O objetivo é fazer com que o leitor não saiba onde está pisando - se em uma biografia, ou um ensaio, ou um relato de viagens, ou se em uma ficção.

Dica de Leitura: 1222


A 1222 metros de altitude, um acidente de trem. Uma impiedosa nevasca. Um hotel centenário. E um assassinato! Uma ex-policial, tão astuta e brilhante quanto sarcástica e antissocial, é a única pessoa capaz de solucionar o mistério da morte de um dos 269 passageiros de um trem descarrilado. Isolados do resto do mundo por causa da neve, uma atmosfera de medo, hostilidade e desconfiança instala-se no hotel onde eles se refugiaram. Mas Hanne não quer se envolver. Ela sabe que a verdade cobra um preço muito alto. Ao longo dos anos, sua busca por justiça lhe custou o amor de sua vida, sua carreira na polícia de Oslo e a própria mobilidade. No entanto, encurralada por um assassino, encurralada pela pior nevasca da história, Hanne - e os outros passageiros - não tem saída. Em uma situação extrema, as máscaras logo caem... E, nesse grupo, muitas pessoas não são o que parecem. Aliando sua capacidade de dedução a seu instinto, Hanne mergulha em um enigma difícil e surpreendente. Acompanhe todos os momentos dessa história envolvente e arrepiante. Você não vai conseguir parar de ler! 'Uma fascinante história de detetive.' Der Spiegel (Alemanha) 'Uma obra de arte do gênero, realmente não dá para parar de ler.' Skanska Dagbladet (Suécia) 'Um prazer do início ao fim... uma história de suspense clássica, deslumbrante e brilhante.' Bokavisen (Noruega).

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Guia politicamente incorreto da história do Brasil


EXISTE UM ESQUEMA tão repetido para contar a história do Brasil, que basta misturar chavões, mudar datas ou nomes, e pronto. Você já pode passar em qualquer prova de história na escola. Nesse livro, o jornalista Leandro Narloch prefere adotar uma postura diferente – que vai além dos mocinhos e bandidos tão conhecidos. Ele mesmo, logo no prefácio, avisa ao leitor: “Este livro não quer ser um falso estudo acadêmico, como o daqueles estudiosos, e sim uma provocação. Uma pequena coletânea de pesquisas históricas sérias, irritantes e desagradáveis, escolhidas com o objetivo de enfurecer um bom número de cidadãos.” É verdade: esse guia enfurecerá muitas pessoas. Porém, é também verdade que a história, assim, fica muito mais interessante e saborosa para quem a lê.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Oeste - A guerra do jogo do bicho



'Oeste' é um romance de tirar o fôlego, uma história surpreendente que se passa no submundo do jogo do bicho no Rio de Janeiro e envolve a cúpula do governo do estado, das escolas de samba e da polícia. Após a morte de Nabor, o capo dos bicheiros, seu legado é disputado entre famílias contraventoras e pelos seus próprios herdeiros.

Sem a mediação de Nabor, a guerra do jogo do bicho se transforma em um banho de sangue, em que todos têm seu preço e nem mesmo o aliado mais fiel é confiável. Com a capacidade de criar reviravoltas dignas de Mario Puzo, autor de O Poderoso Chefão, Alexandre Fraga brinda o leitor com uma viagem vertiginosa por um universo tão fascinante quanto perigoso, e que está mais próximo do que imaginamos.

Os direitos de adaptação para o cinema já foram vendidos e as filmagens devem começar ainda em 2014, em uma superprodução que promete agradar o público de Tropa de Elite.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: O ponto da partida


Diante de uma cena brutal, um jornalista começa a repensar os rumos da sua vida pessoal e profissional. Neste romance, no qual a cidade do Rio de Janeiro também é um personagem, o glamour faz esquina com e realidade, comédia e tragédia, humor e dor se confundem.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Os filhos dos dias


Você sabia que o episódio de Adão e Eva mordendo a maçã não aparece na Bíblia? Que o grego Eratóstenes mediu a cintura do mundo há dois mil e trezentos anos e errou por apenas noventa quilômetros? Que até 2008 Nelson Mandela integrava a lista de terroristas perigosos para a segurança dos Estados Unidos? Que até 1990 a homossexualidade era considerada uma doença mental segundo a Organização Mundial da Saúde? que ao enterro de Karl Marx compareceram onze pessoas, incluindo o coveiro? Que a bicicleta foi, há um século, um instrumento de liberação feminina? Que a cada duas semanas morre um idioma?
Este livro tem o formato de um calendário. A cada dia, nasce uma história.
Porque somos feitos de átomos, mas também de histórias.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Uma estátua diferente



Sem saber seu nome – aliás, sem conhecer mais nada da vida dela –, os moradores do prédio a chamam de “a velhinha do andar térreo”.
Mas um pequeno incidente vai transformar profundamente a vida de todos!

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Automação da Produção



A obra compromete-se a facilitar as tarefas do administrador, uma vez que o leitor encontrará, no transcorrer do texto, a análise e a exemplificação dos conceitos, sempre acompanhados de imagens ilustrativas, as quais dialogam com o texto. Todas as etapas são complementadas com questões destinadas a promover uma reflexão sobre os assuntos tratados. Assim, de forma clara, são apresentadas as técnicas de automação da produção com uma abordagem gerencial.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Solo


Solo conta a vida de um homem dividido entre a busca do sucesso profissional, alcançado precocemente na publicidade, e um grande amor fracassado. O personagem vai ao fundo do poço e desce ao inferno em busca de si mesmo.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Pólvora


A novela policial originalmente publicada na internet com mais de 300 mil leitores. 'Pólvora' é o livro proibido do roqueiro Tico Santa Cruz, definido pelo próprio autor como uma narrativa 'psicótica, suja e violenta'. Inicialmente escrito em capítulos curtos para postar em seu blog, em poucas semanas virou fenômeno na rede. Uma leitura intensa e chocante sobre terror e caos, hipocrisia e preconceitos, política e serial killers. Mas, acima de tudo, sobre o lado mais sombrio de cada um de nós.
Características

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: Não nascemos prontos


O desafio humano é resistir à sedução do repouso, pois nascemos para caminhar e nunca para nos satisfazer com as coisas como estão. A insatisfação é um elemento indispensável para quem, mais do que repetir, deseja criar, inovar, refazer, modificar, aperfeiçoar.
Assumir esse compromisso é aceitar o desafio de construir uma existência menos confortável, porém ilimitada e infinitamente mais significante.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: O lobo do homem



Dizem que tudo que é proibido é mais gostoso. No sexo, no velocímetro ou na declaração do imposto de renda. Somos aventureiros. Arriscamos. Burlamos. É o nosso jeitinho. Brasileiro, que é brasileiro, já nasce driblando o esquema. E a própria sorte, se não tiver plano de saúde.
Ai é vambora e seja o que Deus quiser. Ou o que ele não enxergar. Passamos mais a perna que dançarino em gafieira. Na hora de lucrar algum, então, é melhor se nem fizer força. O proibido fica mais gostoso. Para quem ganha.

Fonte: Skoob

Dica de Leitura: Diogo e o monstro


Noticiários, violência, sombras na janela... Esse é o mundo de Diogo, um menino com seus medos como qualquer outro menino. Até o dia em que ele descobre uma maneira interessante de enfrentar seus temores infantis.

Fonte: Saraiva

Dica de Leitura: O amor é para os fortes



O Amor é para os Fortes, nos ensina que não existe a relação perfeita, mas sim, a relação possível. Edgar é um jovem romântico, apaixonado por sua esposa Denise, que não o ama e está emocionalmente envolvida com Leandro, um bem sucedido executivo carioca, casado com Letícia, que só se relaciona com Denise em busca da intimidade que não existe mais em seu casamento. Por meio de uma história envolvente, passada nos tempos atuais, o romance retrata as ilusões afetivas na busca de uma relação perfeita, e mostra que é na relação possível que a alma vive as experiências mais sublimes, decifra os mistérios do coração e entende que o amor é destinado tão somente aos fortes de espírito.

Fonte: Saraiva

Poesia em Movimento 2017: a comissão vai analisar 598 poesias

Comissão avaliadora do X Poesia em Movimento




Fonte/Fotos: Facebook

Na manhã desta quinta-feira (14), um ônibus da Viação Montenegro foi o “palco” da cerimônia de início da avaliação dos 598 trabalhos inscritos no projeto Poesia em Movimento. Na oportunidade, foi apresentada a comissão avaliadora que conta com 12 pessoas ligadas à área de educação. O grupo é composto por Luciano Marcos Paes, Aline Riffel, Elita Peralta, Carmem Pafiadache, Maria da Gloria Esswein, Edi Thompsen, Maria Terezinha Kraemer Canello, Sandra Born, Dione Ritter, Isaura Viegas de Mattos, Mateus Araújo e Vanderti Griebeler.
Após a cerimônia de apresentação, a comissão se deslocou para o prédio da Biblioteca Pública Municipal, no Parque Centenário, e já começaram a avaliação dos trabalhos. No total, 60 poesias serão classificadas e terão seus trabalhos expostos nos ônibus do município. As escolas da Zona Rural e Urbana que inscreverem mais poesias ganharão um troféu de participação. O resultado do projeto será divulgado no dia 25 de novembro, último dia da Feira do Livro de Montenegro. Segundo a diretora da Biblioteca Pública Municipal, Ana Valdeti Martins, o objetivo do projeto é democratizar a leitura na cidade.
O diretor municipal de Cultura, Marcelo Mello, destacou a influência das poesias na sociedade e parabenizou Montenegro que, num pequeno gesto, sempre sai ganhando. A gerente comercial da Viação Montenegro, Aline Riffel, enfatizou que o projeto já está consolidado na cidade. “No início faltavam poesias, agora temos de colocar três em cada ônibus”, comemora a representante da empresa.




Fonte/Foto: ACOM



Dica de Leitura: A ludicidade na educação



Este livro apresenta exemplos de jogos educativos que podem tornar a hora de aprender mais estimulante e prazerosa.
Por que utilizar o lúdico como recurso pedagógico na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental?
Este livro tem como ponto principal o entendimento sobre ludicidade no processo de ensino-aprendizagem, traçando uma abordagem diferenciada sobre o uso de recursos lúdicos na escola. Fundamentado nas concepções teóricas e práticas de autores de grande expressão na área, enfoca questões como infância, desenvolvimento, educação e vida em sociedade, traçando uma reflexão provocativa sobre o papel do educador em relação a esses temas. 
Por ser prática e didática, demonstra também como se dá a organização de espaços lúdicos, a escolha dos materiais e a observação dos educandos durante a prática de jogos e brincadeiras, o que evidencia a atitude pedagógica do educador ao utilizar a ludicidade na educação.

Fonte: Saraiva

Total de visualizações de página